COPELI 2018

V COLÓQUIO DE PESQUISA EM LITERATURA

UENP-Cornélio Procópio  28 a 29/05/2018


COPELI  2018

(70 anos sem Monteiro Lobato)


PARTICIPEM!


MONTEIRO LOBATO 2018:

Em 2018, a Literatura tem mais um encontro com Monteiro Lobato (1882-1948) - 
70 anos de seu falecimento.
Conforme a Lei 9.510/98, a partir de janeiro de 2019 sua obra estará em "domínio público" .

Como homenagem ao escritor e sua obra, os grupos de pesquisa da Rede LIJ realizarão, ao longo do ano e nos vários eventos institucionais, simpósios, palestras e mesas sobre a obra lobatiana.

Para ir aquecendo...




II Congresso Internacional de Leitura e Literatura infantil e juvenil da Rede Paranaense de Leitura

AGENDEM!

II Congresso Internacional de Leitura e Literatura infantil e juvenil da 
Rede Paranaense de Leitura 

22 A 24 DE NOVEMBRO DE 2017

Muere el escritor Agustín Fernández Paz

http://www.elmundo.es/cultura/2016/07/12/5784c1b022601d9d1f8b45e0.html


CARTA DE JOSÉ ANTÓNIO GOMES

Amigas e amigos,

A morte de Agustín deixa-me consternado, mergulhado numa funda tristeza, não apenas pela perda do Escritor, da grande figura das Letras e da intelectualidade peninsulares, do Pedagogo e do militante da Língua Galega, do Homem de sentido crítico apurado… É que Agustín era um ser humano bom, como várias vezes, e pessoalmente, testemunhei, e há tão poucos com as suas qualidades… Um homem autêntico e frontal, mas sempre de uma delicadeza de alma excepcional.
Por isso, não esquecerei o seu exemplo, não quero esquecer o seu sorriso, o timbre singular da sua voz, e o olhar simultaneamente doce e sempre curioso, inquieto, que era o seu. Não esquecerei, tão pouco, o grande amigo de Portugal e dos portugueses que ele era, o conhecedor da Cultura e da Literatura Lusas.
Pessoalmente, fico a dever-lhe muita coisa: publicou poemas meus na Galiza, numa revista; permitiu que eu apresentasse publicamente o primeiro (parece-me a mim) livro seu traduzido para Português; participou por diversas vezes nos Encontros Luso-Galaico-Franceses do Livro Infantil e Juvenil, no Porto; dava indicações às suas editoras no sentido de me enviarem os seus livros; recebia-me sempre de braços abertos e com um sorriso franco quando nos encontrávamos na rua; a sua simpatia era enorme…
Alguma coisa tentei fazer pela obra de Agustín: consegui que pelo menos dois livros seus fossem publicados em Portugal; fiz com que fossem (bem) traduzidos para Português por Isabel Ramalhete; escrevi alguns textos críticos sobre obras de sua autoria; pedi a outros que os escrevessem também (Ana Cristina Macedo, por exemplo, produziu um pequeno ensaio). Espero que Agustín tenha sentido isto como testemunho de merecido apreço e afecto sincero pela sua obra e pela sua pessoa – figura que vários intelectuais portugueses conheciam e admiravam, até porque Agustín tem várias obras traduzidas para Português.
Ficará, pois, na nossa memória e no nosso coração, tal como os seus livros, que continuaremos a ler e estudar.


Saudações afectuosas a todos nesta hora tão triste.

José António Gomes
Porto, Portugal

APOIO À PESQUISA: Catálogo de LIJ da Guatemala

O catálogo coordenado por Frieda Liliana Morales Barco tem o mérito de apresentar um panorama da produção de LIJ da Guatemala, com uma estrutura que permite tanto a pesquisadores agregarem dados e objetos aos seus estudos, quanto aos leitores não especializados encontrarem um rol de obras que certamente o instigarão a conhecer outros horizontes culturais.